Wednesday, July 2, 2008

Privacidade

DSC_6269.jpg

Esta foto não é de todo, das melhores, digamos que tem problemas de exposição mas dá para ilustrar, sobre o que quero falar.

Eu moro num 3º andar e esta é a janela da nossa sala, tem cerca de 3 a 4 metros de largura e não tem nenhuma forma de ser aberta. Resultado, é impossível de limpar.

Eu adoro esta janela, gosto imenso da luz que deixa entrar, adoro o facto de dar para arvores. É como ter um grande quadro vivo, pois ao longo no ano as arvores vão mudando de cor, a minha altura preferida é sem dúvida o Outono, com os seus tons acastanhados. É desta janela que eu muitas vezes observo pássaros, a minha vizinha tem uma arvore no jardim dela, que os pássaros parecem gostar muito. Não o faço mais porque não deve ser uma visão muito simpática ver alguém de binóculos à janela. Eu não sou abelhuda mas é o que parece!

Apesar de ser uma janela muito grande ( a do quarto é do genero), não temos muitos problemas com privacidade porque a janela está virada para as árvores. Mas há uma excepção... Como disse as janelas são impossíveis de limpar, mas nas primeiras 4º feiras, vem uns senhores alpinistas muito simpáticos limpar as janelas e aí começa o meu problema com a privacidade.

A primeira questão é que eu sei que é a 1ª 4ª feira, mas não tem regularidade, não é todos os meses, mas também não é de dois em dois meses.... eles apenas aparecem sem padrão. Geralmente apanham-me de surpresa.... é nesta surpresa que começa a invasão da minha privacidade, nunca sei quando contar com eles.

A primeira vez estava a dormir, pensei que estava a ser assaltada. Levantei-me sobressaltada, fui ver e dou com um jovem a sorrir-me e a dizer adeus do outro lado da janela.

Já me apanharam a sair do banho, da casa de banho, fugi a correr de volta para a casa de banho. Mesmo quando estou só a ler o jornal ou sentada em frente ao computador, é incomodativo, ter alguém do outro lado da janela, em que a função implica mesmo olhar para a janela. Sinto-me como um animal preso em exposição.

Acho que iria ter imensos problemas se vivesse numa dessas inúmeras casas que tem janelas grandes e que ficam no rés-do-chão (bastante frequente nesta terra), com toda a "alminha" que passa na rua, a olhar para dentro da minha casa. Por muito que uma pessoa tente, é difícil resistir à tentação de olhar ( pelo menos para mim). Também sei que ao principio era mais difícil de controlar, porque não estava habituada. Agora como é bastante comum, já não me chamam tanto atenção. Mas de vez em quando lá dou uma mirada. Coitadas das pessoas do outro lado da janela, devem sentir o mesmo que eu, quando vêm os "alpinistas". Ou será que a pessoa acaba por se habituar a ter estes espectadores furtivos na sua vida???

4 comments:

Paracletus said...

Realmente é uma sensação desconfortável.
Não podes pôr cortinas na tua janela? Acho que seria uma solução aceitável para essa falta de privacidade...
Não sabia que na Holanda existia esse problema. :D

vermelhinha said...

Sim... posso colocar cortinas! Mas por aqui acaba por não ser muito uma opção... devido à pouca luz durante grande parte do ano! As janelas são enormes e muitas não têm cortinas de forma a aproveitar o máximo de luz!

Paracletus said...

Então terás que te adaptar a essa contingência...
Não sei como é que os holandeses conseguem conviver com essa situaçâo. :S
Espero que não haja voyeurs nessa profissão... LOL

vermelhinha said...

Hmmm voyeurs... é bem capaz de haver! :) lol