Wednesday, March 10, 2010

1º dia

Finalmente chegou. Hoje foi o primeiro dia no meu novo emprego. Ontem tive o dia uma pilha de nervos, super ansiosa, com uma angústia termenda, com medo. Para dormir, tive de recorrer a medicação. Se não o tivesse feito, sei que teria andado a noite inteira, de um lado para o outro, sem dormir.
Dormi quem nem uma santa e acordei bem disposta. A caminho do trabalho ocupei a minha mente com um livro novo e a pensar em maneiras de fazer esticar os minutos que fico na cama. (como se mais uns minutinhos fizesse grande diferença!).
A procurar os vestiários descobri que afinal havia mais umas escadas das quais não me lembrava. Ao vestir-me, lembrei-me das minhas últimas colegas em portugal e da sua reacção aos cacifos que na altura nos foram dados. O cacifo que me deram agora é metade!
Apesar de estar nervosa, o turno correu bem e pareceu-me um serviço pacifico. Com muito tempo para se fazer as coisas. Todas as pessoas com quem me cruzei foram super simpáticas e todos me trataram bem. Deu para reparar numa grande diferença de conhecimento que as pessoas têm, relativamente ao meu trabalho anterior. E essa diferença é muito positiva! Sabe bem trocar ideias de igual para igual. Quanto mais não seja ( e há muito mais!) sabem adiferença entre água destilada esterilizada e Soro fisiológico esterilizado! :)
Coisas curiosas: uma senhora marroquina perguntou-me, se eu também era; e uma senhora turca perguntou-me, se eu era turca; a minha orientadora toca fagote e tinhas as unhas pretas (não é pintadas com veniz preto, é pretas de sujidade) uma das poucas coisas que me fez torcer o nariz.
Houve outras mas não me quero falar disso, estou disposta a apenas salientar o lado positivo.
Ao terminar o turno estava de rastos, principalmente a minha cabeça, depois de acordar às 5:15 e passar 8 horas a esforçar o cérebro em holandês. Resultado enganei-me a comprar os bilhetes de comboio, queria comprar 3 bilhetes com data aberta para não ter de estar sempre a comprar, mas em vez disso comprei 3 para o mesmo dia. Fiquei um bocado irritada mas pensei: "Não vou passar fome por causa deste engano!".
O meu único plano de hoje ir para a cama cedo! :)


5 comments:

Oficinas RANHA said...

Ainda bem que correu bem. Espero que tenha sido o primeiro de muitos dias de experiência profissional na tua área.
(Não percebi foi aquela da diferença entre a água deslidada e o soro fisiológico... e também torci o nariz às unhas sujas)
Beijinhos da Ana Cristina

vermelhinha said...

Quando perguntei a uma colega onde é que guardavam o soro fisiológico... ela respondeu que na torneira! Que soro fisióligo era água da torneira esterilizada!

Oficinas RANHA said...

eheheheh
Ana Cristina

uva trincada said...

:) sabes que ja no museu teyler tinha uma colega que tb tinhas sempre as unhas super sujas e depois ia restaurar papelinho branquinha.. hehehe mas pelo que percebi gostava muito da sua horta.. aqui tb tenho mais uma com unhas sujas, mais uma vez uma viciada em hortas..

:) enfim.. coisinhas e coisecas

fico muito contente por ter corrido tao bem :) apesar das unhas sujas.. :P

Tia Maria said...

A minha esposa aqui já passou por tudo, desde turca a marroquina.

Eu passo por francês, vá-se lá saber porquê.

E já que falam de soro fisiológico, aqui não se vende nem água oxigenada nem álcool.

A primeira vez que perguntei onde podia arranjar álcool, queria assar um chouriço, as saudades eram muitas, olharam para mim como se fosse terrorista. lol