Monday, February 22, 2010

Há dias azedos

O fim de semana trouxe com ele uma energia diferente. O ar estava carregado de esperança. A sensação que tudo pode correr bem, estava bem presente. Sorrisos, brilho no olhar tudo, prometia algo de bom... :)

Até que 2ª feira chega. Chega com ela, um céu carregadissimo,, uma chuva miudinha parva e constante... Não me queixo do tempo, mas as condições atmosféricas influenciam em muito o estado de espírito... Sol onde estás? logo hoje que precisava de um alento extra.

Cheia de dores e mal dormida, dirijo-me ao Hospital para a entrevista de trabalho... a meio oiço as palavras "não vale a pena continuarmos a entrevista, porque apesar de ter o melhor CV que nos apareceu, as suas capacidades com a língua não se coadunam com as nossas necessidades."
A minha vontade é de os mandar aquela parte... mas mantenho o profissionalismo e digo que percebo a situação ( e percebo, juro que percebo mas...) mas tenho de ganhar experiência com a língua. Mais descontraída pergunto como posso melhorar se ninguém me contratar? Não é a falar com as pessoas no dia-a-dia que vou praticar a minha participação numa reunião multi-disciplinar.
Saio dali frustrada, irritada... digo alto umas asneiras bem "cabeludas" para libertar a pressão. ( não ajuda!)

Para fazer alguma coisa útil fui às compras. O senhor da caixa está com cara de poucos amigos, Eu e o João cada vez que o vimos na caixa escolhemos outra. Mas desta vez estava sozinho, decidi arriscar.... Ai mais valia ter ido para a outra caixa... começou a implicar comigo porque não me tinha despedido dele, quando eu ainda estava na caixa a arrumar as coisas. Fiquei mais para lá do que para cá. Vim para casa a bufar e a falar sozinha, digo mais umas asneiras para ver se me liberto da pressão, não funciona, tento assobiar, também não funciona, tento cantar e só me vêm à cabeça as seguintes frases de música:

"Vê se não enche não me encosta
Tô bravo que nem leão
E não pise no meu calo que eu te entorno feito água
E te jogo pelo ralo"

Ana Carolina - Implicante

"A primavera da vida é bonita de viver,
Tão depressa o sol brilha como a seguir está a chover.
Para mim hoje é Janeiro, está um frio de rachar,
Parece que o mundo inteiro se uniu pra me tramar."

Rui Veloso- Não há estrelas no céu

Há dias que uma pessoa devia acordar devagarinho e manter-se em casa... hoje sem dúvida que é um deles.

Só há uma coisa a fazer é colocar a música o mais alto possível, e cantar em plenos pulmões. :)

2 comments:

ei! kumpel said...

raios!! eu a pensar que era desta... :(

Oficinas RANHA said...

Não foi desta mais vai ser no dia 25.
Beijinhos de uma colega de Portugal, Ana Cristina