Thursday, February 25, 2010

É crime

É crime, ter de acordar às 5:15 para ir "trabalhar". Quando é para ir para o aeroporto apanhar o avião para ir a um qualquer lado, vá que não vá, mas para ir experimentar um dia de trabalho, é crime.
Como correu o dia?
É estranho porque como só fui acompanhar, acabei por não saber muito sobre as pessoas. A primeira impressão foi positiva.
Todos foram simpáticos para mim e eu tentei ser simpática com todos. Tive oportunidade para perguntar coisas, aprendi palavras novas, e aprendi coisas novas quer de enfermagem, quer de reabilitação.
O facto de quase todos serem enfermeiros descansa-me. O facto de o médico lá ir todos os dias descansa-me. O facto de o ratio ser 18 para 4, agrada-me muito mais do que 31 para 4. O facto de ter 4/5 doentes destinados e não ter de me preocupar com a medicação dos outros 14 agrada-me.
Não me agradam os planos de enfermagem, não me agradam as reuniões multi-disciplinares...
Não me agrada ter de ficar à espera até para a semana para saber alguma coisa...
e não me agrada pensar se for para lá trabalhar vou ter de acordar muitas vezes às 5:15 da manhã.

Uma das coisa positivas, a assistente da cozinha é portuguesa! :)
Tem um sotaque engraçado (como o meu deve ser) e durante a pausa fartou-se de falar de comida :)

AAAAAAH outra coisa que me agradou, ninguém anda atrás de ninguém, se na hora da pausa estás um pouco mais atrasado. Não faz mal! No final ficas mais um bocadinho! :)

2 comments:

Oficinas RANHA said...

Porque é que não te agradam as reuniões multidisciplinares? Deve ser muito interessante...Eu aqui em Portugal, e na Neonatologia, não tenho experiência dessa prática, mas com muito pena minha...
Beijinhos e começa bem.
Ana Cristina

vermelhinha said...

O conceito em si das reuniões multi-disciplinares é fantástico. Já fiz parte de algumas e foi muito interessante. Não me agrada devido ao nível de linguagem exigido. Não me agrada porque gosto de fazer "boa figura" e fico sempre nervosa por causa do holandês. Tudo é por causa do Holandês!
Já agora, onde trabalhas em Neonatologia?